RSS

Arquivos mensais: Junho 2019

Era uma vez um Marquês…

Propuseram o início –  “Foi assim que tudo começou…” – e as ideias floresceram.

O olhar despertou a imaginação, as mãos transformaram papéis, pedras, barro, nasceram imagens, modelos, histórias.

Era uma vez um Marquês narra o afeto entre gerações, assumindo a curiosidade de uma menina como pretexto para recontar a vida do Marquês de Sá da Bandeira, contada pela Avó. 

Na Biblioteca da Sá da Bandeira, as páginas desta história acolhem quem entra, mostradas à entrada.

Uma assinatura consta nas imagens, a  autora do  texto e das ilustrações  – Teresa Teigas.

História-Marquês0SádaBandeira-UmOlhar (1)SádaBandeira-UmOlhar (2)SádaBandeira-UmOlhar (3)SádaBandeira-UmOlhar (4)SádaBandeira-UmOlhar (5)SádaBandeira-UmOlhar (6)

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 8 de Junho de 2019 em Bibliotecando, Escrita, Leitura

 

Etiquetas: , , , ,

Um olhar sobre o Marquês de Sá da Bandeira

 

Os  olhos dos meninos são poliedros de cristal – veem a realidade, mas  sem as esquinas do hábito ou o cansaço da rotina, descobrem a vida, mas no  ângulo das verdades pasmadas nas permanentes novidades.

E nós, que somos formadores – educamos e ensinamos as gerações que nos sucedem – maravilhamo-nos com as perspetivas renovadas pelas mãos e pelos lápis dos nossos meninos.

Nós, que transmitimos valores, sensibilizamos para a estética e para o outro, passamos a memória que nos construiu e faz de todos nós o tecido do futuro, sentimos que vale a pena parafrasear Camões

” Olhai que sois formadores só de meninos excelentes”:

 

Etiquetas: , , , , ,

Um olhar sobre Santarém

Educar o olhar é sensibilizar para a Beleza, valorizar a diversidade, mover o outro para o reconhecimento  do património e da História.

Há pessoas e instituições que nos marcam –  definiram o passado coletivo, alicerçam o presente, lançam as coordenadas do futuro. 

Assim é  Santarém, assim são os monumentos da cidade, assim são as figuras que de Santarém nasceram para a  pátria e para o mundo.

Em S. Francisco, convento preferido por dinastias, lugar de histórias e História, os alunos dos Agrupamentos do concelho de Santarém expõem olhares  sobre o património.

O Agrupamento Sá da Bandeira mostra o seu patrono, o Marquês de Sá da Bandeira, como figura tutelar da cidade e do país. O humanista,  político,  soldado,  homem de valores e princípios projetados muito para lá do seu tempo,  vive nas memórias e nos sítios.

Esta é a essência dos trabalhos apresentados pelos nossos alunos. 

 

Etiquetas: , , , , , , , ,

Dia Mundial da Criança

Neste  dia 1 de junho, celebramos aqueles que têm no olhar

“o pasmo essencial”, as crianças.

Na Biblioteca, parte  da secção 82-93 é dedicada ao público infantil; para recordar princípios essenciais de trabalhar para uma infância harmoniosa, os adultos podem consultar as classes 06 e 37.

A Declaração dos Direitos das Crianças foi proclamada pela Resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas n.º 1386 (XIV), de 20 de Novembro de 1959: 

1.Todas as crianças têm o direito à vida e à liberdade.

2.Todas as crianças devem ser protegidas da violência doméstica.

3.Todas as crianças são iguais e têm os mesmos direitos, não importa a sua cor, sexo, religião, origem social ou nacionalidade.

4.Todas as crianças devem ser protegidas pela família e pela sociedade.

5.Todas as crianças têm direito a um nome e nacionalidade.

6.Todas as crianças têm direito a alimentação e ao atendimento médico.

7.As crianças portadoras de dificuldades especiais, físicas ou mentais, têm o direito a educação e cuidados especiais.

8.Todas as crianças têm direito ao amor e à compreensão dos pais e da sociedade.

9.Todas as crianças têm direito à educação.

10.Todas as crianças têm direito de não serem violentadas verbalmente ou serem agredidas pela sociedade.

 

 

Etiquetas: , , , ,

 
%d bloggers like this: