RSS

Arquivo de etiquetas: Música

Livros, arte, intelectualidade e direitos de autor

Todo o trabalho intelectual é fruto de uma criação singular, com traços de uma individualidade que merece ser reconhecida e devidamente valorizada. Apesar de anos a regular o mercado da criação, edição e venda, a legalidade ainda não venceu a batalha da pirataria. 

Hoje, a Biblioteca da Sá da Bandeira apresenta dois exemplos do humor com que autores portugueses encaram  a cópia e a ‘inspiração ocasional’ – Fernando Venâncio e Fernando Pessoa

Plagiar-PessoaPlágio

 

Etiquetas: , , , , , , , ,

Voz – o Dia Mundial

No Dia Mundial da Voz, ocorre evocar os ditos populares portugueses. Dizem as gentes que ‘voz do povo é voz de Deus’; já a ‘voz da verdade’ vem da boca das crianças. Porém, ‘a vozes loucas, orelhas moucas’ avisam os mais experientes, talvez os mesmos que nos previnem –  ‘vozes de burro não chegam ao céu’. Certo é que,  frequentemente, ‘são mais as vozes que as nozes’, daí que ‘em boda de pobres tudo são vozes’…

A sabedoria popular é  manancial temático, que sobre tudo tem sentença. 

Na Biblioteca da Sá da Bandeira,  há literatura  para conhecer os ditados em língua portuguesa:

Provérbios

Celebremos este dia com duas vozes privilegiadas:

 

Etiquetas: , , , , , ,

Dia Mundial da Música

É de sonoridades e melodias, tons e timbres, sopros e sonâncias que se tece a canção.

Surgem  as palavras em dança com as vozes e as falas, atrevem-se  as rimas a incitar o verso e nasce a cantiga, anima-se a trova, arrisca-se a ária, inquieta-se a sinfonia.

As ousadias melódicas são humores de génios, atrevimentos inspirados que expandem horizontes.

De Pitágoras se diz  que foi o primeiro ouvido mais  atento aos ritmos, de tal modo que estabeleceu as notas e os intervalos musicais. O pequeno mundo da Antiguidade expandiu-se – hoje, sabemos que sem os sons de África, da Ásia e da América, a história  da Música seria estrela sem galáxia.

Com a Física, comprovámos a vibração primeira do Universo, sabemos do corpo sonoro do Absoluto.  Pairamos no infinito como Om ,somos Om, somos som, somos música.

Nesta caminhada, sabemos hoje a certeza – somos verdadeiramente pó das estrelas, música dos tempos. Celebremos a Música!

Na Biblioteca,  mostramos o poder encantatório da poesia no abraço com  a música  – a criação da harmonia, em língua portuguesa.

Música

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 1 de Outubro de 2017 em Arte, Bibliotecando, Música

 

Etiquetas: , , ,

Namorar

Namorar é estar em flagrante amor, andar em tonta poesia.

Assim o diz a Literatura, Romance ou Cinema.

Então, a Biblioteca expôs livros e cinema, poesia com música e corações, em flagrante delito

de Dia de Namorados!

 

Etiquetas: , , , , ,

Vídeo

Dia Mundial da Voz

No Dia Mundial da Voz, a Biblioteca lembra a excelência da poesia e da música, aliadas a uma voz maior

– o melhor da cultura portuguesa, na voz escrita e cantada!

 
 

Etiquetas: , , , , , ,

 
%d bloggers like this: